Dicas sobre saúde

Antes de Viajar [vacinas]

Orientação ao Viajante

Antes de viajar

Dependendo de para onde o viajante está se deslocando, é preciso tomar alguns cuidados sobre os riscos de adoecer. Por isso, as informações e orientações necessárias para os viajantes devem fazer parte do planejamento de viagem. Algumas medidas devem ser previstas com antecedência como, por exemplo, a vacina contra febre amarela que é obrigatória para o ingresso em alguns países e deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem.

A vacinação deve ser registrada no Certificado Internacional de Vacinação que é emitido em qualquer um dos postos da Anvisa em Portos, Aeroportos e Fronteiras. Caso tenha algum problema de saúde que contra indique a vacinação, consulte seu médico e solicite um atestado e apresente em um dos nossos postos para emissão do Certificado Internacional de Isenção de Vacinação (PDF).

Outras vacinas são recomendadas como medida de prevenção do viajante que se desloca para qualquer país, como a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e a dT (difteria e tétano) e hepatite B, e no deslocamento para áreas endêmicas, a poliomielite, influenza e meningite meningocócica. A principal orientação da Anvisa é que o viajante esteja em dia com seu calendário vacinal do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Detalhes: ANVISA

Fonte: ANVISA

Cuidados com insetos

Algumas doenças, como a febre amarela, a malária, a dengue, a doença do sono, entre outras, são transmitidas por insetos.

Atente-se: - se for uma região de risco, aconselhe seu passageiro que visite um médico que poderá orientá-lo sobre a necessidade de tomar vacina ou um remédio.- procure hospedá-lo em locais com ar-condicionado. Se não for possível, repelentes de pele e elétricos (de tomada) são aconselháveis.- nesse caso, calças compridas e camisas com manga também ajudam.

Fonte: www.abav.com.br

Depois da Viagem

Depois da Viagem

No retorno de qualquer viagem, caso venha a apresentar algum sinal ou sintoma (ex.: febre, dor de cabeça, mal-estar geral ou qualquer outra alteração na saúde), recomenda-se procurar um médico ou o serviço de saúde, informando os locais por onde viajou, inclusive com as escalas e conexões. Os profissionais dos serviços de saúde são responsáveis por notificar a autoridade sanitária competente no caso de doenças e agravos de interesse à saúde pública internacional.

Detalhes: ANVISA

Fonte: www.abav.com.br

Vacinas

Verifique se o lugar para onde o passageiro vai é foco de alguma doença ou se a vacina é recomendada.

Para o controle de doenças numa comunidade e para a própria proteção do viajante é muito importante a imunização que se dá através da vacina. A vacinação adequada depende da área a ser visitada, em função de doenças que possam ocorrer na região.

Recomenda-se que antes de uma viagem seja consultado algum órgão de informação sobre Saúde do Viajante. O órgão central é a Organização Mundial de Saúde (www.who.int). Outro centro de informação atualizada e confiável é o Centro de Controle de Doenças dos EUA (www.cdc.gov).

No Brasil dispomos de alguns centros de informação ao viajante, associados a clínicas de vacinação, como o CIVES da UFRJ (www.cives.ufrj.br), a Clínica de Medicina do Viajante do Instituto de Infectologia Emílio Ribas (0XX11- 30615633 Ramal 287 ) e o Ambulatório dos Viajantes do Hospital das Clínicas da FMUSP (0(XX)113069-6392).

Por ser objeto de controle internacional a Febre Amarela adquire importância especial. Por recomendação da OMS, habitualmente países afetados requerem o Cartão Internacional de Vacinação para os viajantes provenientes de áreas afetadas. Muitos países exigem vacina contra febre amarela, por exemplo, e o certificado de vacinação deve ser apresentado tão logo se entra no país. A vacina é gratuita. A vacinação contra a febre amarela é recomendada pelo Ministério da Saúde com no mínimo de 10 (dez) dias de antecedência do dia marcado para a viagem. Para a Vacinação Contra a Febre Amarela, o viajante deve comparecer aos postos munido de Carteira de Identidade (ou Passaporte, em caso de viagem internacional).

Os países abaixo, exigem que os indivíduos provenientes do Brasil tenham o Cartão Internacional de Vacinação contra Febre Amarela atualizado para a entrada em seus territórios, lembrando que a vacina tem validade de 10 anos.

São eles:

- Bolívia;
- Colômbia;
- Paraguai;
- Equador;
- Peru;
- México.

O Brasil, por sua vez, exige o Cartão Internacional de Vacinação dos passageiros provenientes das chamadas "áreas infectadas", cuja listagem podem ser encontradas nos "sites" já mencionados.

Fonte: www.abav.com.br

Viagem aérea - dicas para viajar confortavelmente

Álcool

O álcool tem seu efeito potencializado na altitude e deve ser consumido com moderação a bordo. Em excesso pode contribuir para desidratação, sendo esta uma causa freqüente de desmaios e outros problemas médicos.

Hidratação

A baixa umidade da cabine pode ser minimizada através da ingestão de líquidos em quantidade adequada, de preferência líquidos não alcoólicos e não gaseificados. O uso de cremes hidratantes e colírios lubrificantes pode ser de grande utilidade.

Alimentação

Prefira os alimentos de fácil digestão nos dois dias que antecedem ao vôo e opte por refeições leves antes e durante o vôo, evitando alimentos de grande fermentação como feijão, cebola, repolho, couve, etc.

Enjôos

Se você é suscetível a enjôos em viagens: - procure sentar-se nos assentos próximos às asas da aeronave; - prefira os assentos da janela; - consulte o seu médico quanto a possibilidade de fazer alguma medicação antes e durante o vôo.

Imobilidade

Os vôos longos podem determinar períodos prolongados de imobilidade que, por sua vez, diminuem a circulação venosa, isto pode ocasionar pés inchados. Para evitar, faça exercícios simples como levantar repetidamente os calcanhares mantendo apoiada a ponta do pé ou, simplesmente flexione os pés, facilita a circulação e evita o eventual desconforto da imobilidade.

Medicação

Leve sempre em sua bagagem de mão toda a medicação que você, ou a(s) pessoa(s) por quem você é responsável, faça(m) uso freqüente.

Fonte: www.abav.com.br

Publicidade

Rua Carlos Gomes, nº 50, Edifício Aplub, 10º andar - Centro | CEP: 40060-330 Salvador-BA
Contato : (071) 3328-3423 / 3042-7700

© Copyright 2011 - Candeias Bahia

Desenvolvido por Vinemídia